domingo, 29 de maio de 2011



Soneto da Separação  

De repente do riso fez-se o pranto
Silencioso e branco como a bruma
E das bocas unidas fez-se a espuma
E das mãos espalmadas fez-se o espanto


De repente da calma fez-se o vento
Que dos olhos desfez a última chama
E da paixão fez-se o pressentimento
E do momento imóvel fez-se o drama


De repente, não mais que de repente
Fez-se de triste o que se fez amante
E de sozinho o que se fez contente


Fez-se do amigo próximo o distante
Fez-se da vida uma aventura errante
De repente, não mais que de repente.

(Vinícius de Moraes)

26 comentários:

CARLA STOPA disse...

Oie...Estou contigo...Beijos.

Cores da Vida... disse...

Oi Déia,

Obrigada pela simpática visita. Com certeza, irei, sem pensar duas vezes, lhe seguir.

Beijos e até a próxima.
Boa semana,

Ira Buscacio disse...

Olá, Déia!

Um prazer sua visita lá no Faces.
Cheguei com o poetinha em soneto, isso é mt bom.
Gostaria de seguí-la, mas não encontrei o seguidores.
Deixe uma explicação se puder.
Bj e boa semana

Calu disse...

Ainda ontem, relia esse poema que sempre me causa emoção...de repente, não mais que de repente!!
vinícius soube bem marcar a inconstância dos momentos; hora, hora desamor.
Lindo, Déia.

Obs: tenho tido problemas p/ comentar em muitos blogs, inclusive no teu, pois, nem sempre meu link do google aparece e aí só me identifico como anônimo.
Esse blogger está biruta há dias.
Mil bjkas,
Calu

Marília Felix disse...

É um prazer para mim estar aqui!

Me aguarde por aqui, devaneiando...rs.

Obrigada pela visita linda!

Bjos.

Jão disse...

Simplesmente Vinícius

Ídolo!



Beijos!

Ingrid disse...

sempre Vinícius..
beijos e linda semana!

edumanes disse...

Estou de volta, não esqueci
O pensamento distante
Meu sonho ver o que, ainda, não vi
Voltei, por isso estou contente.

Venho fazer minha visita
E, meu comentário escrever
Que a distância não permita
Minha amiga esquecer.

Distante, presente,
Pensamento não afasta
Ao amor referente
Só dizê-lo não basta.

É preciso sentir,
Para ter a certeza
Quem o não quer admitir
Vive na incerteza.

continuação de boa semana,
Um abraço, sincero,
Eduardo.

Bandys disse...

Oi Déia,
Vinícus de Moraes é o grande poetinha.
Obrigada pela visita. estou te seguindo também.

bejos

Carolina disse...

Oi Deia, lindo e inebriante, simboliza claramente o amor que se foi. Moraes sempre emocional.
Besos.

LARDOUIN disse...

Hello Déia!!!

Descupa meu péssimo português! VC tem um blog muito bonito.

Obrigado por sua visita a meu blog e um prazer para mim conhecer VC!

Beijos desde Argentina a meu nova amiga!☺☺

LARDOUIN.

Long Haired Lady disse...

o vinicius fez até a separação ter palavras bonitas...

por Hope* disse...

Ahhh Vinicius...

Olá, estou repassando para os seguidores do blog *E Ai!? Vai Ficar Nessa!?! o novo endereço, ele mudou de nome e casa!
Agora é, *Entre Lã & Off!
http://entrelaeoff.blogspot.com/

Abç!

Vozes de Minha Alma disse...

Déia, maravilhoso e bastante eclético teu blog.
E onde tem Vinícius de Moraes, tem bom gosto, requinte e alma brasileira, emoldurada pelo amor do grande poeta!
Obrigado pela visita, e com certeza seguirei este espaço.

Fernanda disse...

Obrigada por nos brindar com Vinícius!

Bjs

duendes disse...

Ola nova AMIGUINHA ,
ficamos felizes que voce nos encontrou assim tivemos a oportunidade de conhecer mais esse cantinho adoravel que é o seu!!!
beijinhos e ja te seguimos.

Olinda Melo disse...

Olá, Déia

Gosto muito do seu blog e muito obrigada pela sua visita.

Este poema de Vinicius de Moraes é lindíssimo. Li-o com devoção.

Já estou a segui-la.

Beijo

Olinda

Olinda Melo disse...

Vi que há concurso de música em curso e a Déia é concorrente.Diga-me como é?A que música se refere?Sua ou apresentação aqui no blog de música em geral?

Beijo

Olinda

Sil Metelo disse...

Olá Déia~
Vim conhecer o teu blog e agradecer pela visita e comentário no Sm. Também, gosto de poesia tenho seguido um blog que não sei se conheces o "Entre aspas" http://silvinhahba.blogspot.com/2011/05/grande-maioria-desiste_30.html. A dona tem o mesmo pseudonome que eu (Sil). Se tua amas poesia, poemas acho que vai gostar muito. Conheci o blog por curiosidade e indico-te apenas por que dissestes que gostas de poemas, ok!?
Continuação de uma boa semana
Ficas com Deus sempre
Bjs

Rosiarte disse...

Oi Déia,
Vim retribuir a visita ao meu blog.
Seu blog é lindo. Ameiii....
Já estou te seguindo.
Boa semana pra ti.
Beijoss...

Daniele Barizon disse...

Olá!

Agradecendo a visita e seguindo tb!

Bjs!!

(CARLOS - MENINO BEIJA - FLOR) disse...

Separações são sempre radicais,Déia. Tudo muda, tudo se inverte. A gente só não poder perder é a essência, o resto tudo se ajeita. Beijos

Paulinha Barreto disse...

OLÁ Deia, é um prazer te-la em meu blog, gostei por demais de seus poemas. Te sigo.. um abraço e uma semana iluminada de grande realizações.

Alguém Incomum!!!!! disse...

Vinicius sempre sempre com seus poemas sobre amor , amores, amados, apaixonados, errantes, seja amigos ou amantes...rsrs
sempre uma otma leitura
abraços

Rui Pascoal disse...

"De repente, não mais que de repente..." cheguei até aqui e... gostei.

*♡* Jane dos Anjos *☆* disse...

Lindo... espero nunca passar por isso!! Bjks