sexta-feira, 23 de setembro de 2011

   
SONETO CV

Não chame o meu amor de Idolatria

Nem de Ídolo realce a quem eu amo,
Pois todo o meu cantar a um só se alia,
E de uma só maneira eu o proclamo.

É hoje e sempre o meu amor galante,
Inalterável, em grande excelência;
Por isso a minha rima é tão constante
A uma só coisa e exclui a diferença.

‘Beleza, Bem, Verdade’, eis o que exprimo;
‘Beleza, Bem, Verdade’, todo o acento;
E em tal mudança está tudo o que primo,

Em um, três temas, de amplo movimento.
‘Beleza, Bem, Verdade’ sós, outrora;
Num mesmo ser vivem juntos agora.


(William Shakespeare)

5 comentários:

mfc disse...

Ele sabia dizer o importante da vida!

*MARCIA E CARLOS* E LINDAS MENSAGENS disse...

OIEEE TUDO BEM
ESTOU PASSANDO EM SEU CANTINHO PARA MATAR UM POUQUINHO A SAUDADES E QUANTAS SAUDADE E TBEM PARA DEIXAR O MEU MUITO OBRIGADO PELO CARINHO DE VCS. ESTOU SEM TEMPO ANDO TRABALHANDO MUITO MAS ASSIM QUE POSSO ENTRO PARA DEIXAR UMA REFLEXAO E ME DEPARO COM SEUS RECADINHOS FICO MUITO FELIZ EM LER AMIGA SINTO MUITA SAUDADES DE VISITAR SEU CANTINHO MAS ESPERO EM BREVE TER MAIS UM POUQUINHO DE TEMPO PARA FAZER ISTO BJOS E FIQUE COM DEUS .

Sonhadora disse...

Minha querida

Um poema muito verdadeiro, adorei e deixo um beijinho.

Sonhadora

*♡* Jane Dos Anjos *☆* disse...

Simplesmente perfeito. Bjs =D

LOURO disse...

Linda postagem!!!bela escolha do poema...Parabéns!!!Gostei!!!

Bejinhos de carinho e amizade,
Lourenço