segunda-feira, 8 de agosto de 2011


As Mãos do Meu Pai

As tuas mãos tem grossas veias como cordas azuis
sobre um fundo de manchas já cor de terra
— como são belas as tuas mãos —
pelo quanto lidaram, acariciaram ou fremiram
na nobre cólera dos justos...

Porque há nas tuas mãos, meu velho pai,
essa beleza que se chama simplesmente vida.
E, ao entardecer, quando elas repousam
nos braços da tua cadeira predileta,
uma luz parece vir de dentro delas...

Virá dessa chama que pouco a pouco, longamente,
vieste alimentando na terrível solidão do mundo,
como quem junta uns gravetos e tenta acendê-los contra o vento?
Ah, Como os fizeste arder, fulgir,
com o milagre das tuas mãos.

E é, ainda, a vida
que transfigura das tuas mãos nodosas...
essa chama de vida — que transcende a própria vida...
e que os Anjos, um dia, chamarão de alma...

(Mario Quintana)

12 comentários:

mfc disse...

Uma homenagem tão linda!
Tão comovedora.

Malu disse...

Hoje estou passando apenas para lhe fazer um convite.
Estou falando do www.superlinks.blog.br que é um site agregador que vale a pena visitar, pois é mais um espaço no qual você poderá publicar seus links de matérias, pois é um site sério e com critérios bem positivos.
Espero que goste da dica.
Um grande abraço

Paulinha Barreto disse...

Muito bom,muito lindo,adoro visitar aqui, ainda uma otima semana, abraço.

Adriano César Curado disse...

Que linda postagem! Quintana é sempre uma boa escolha. Meus parabéns.

ALUISIO CAVALCANTE JR disse...

Querida amiga

Penso que Pai,
é mais uma
das maneiras
de se escrever amor...

Viver é sentir os sonhos
com o coração.

Zélia Cunha disse...

Lindo texto, adoro Quintana.Lá no meu blog tem um selinho para você. Tenha um bom fim de semana.
bjos.
Zelia

AVOGI disse...

adoro estas homenagens sinceras.
kis :=)
(não encontro os seguidores, ou não está activado?)

César disse...

lindo...

GUEVARESIAS disse...

oi amiga goste muito do teu cantinho.. obrigado por nos compartir ele. un beijo. parabens...

Alexandre Fernandes disse...

Um bonito texto de Quintana. Uma linda homenagem aos pais. Fascinante mesmo.

Beijos!

avesemasas disse...

Deia!
Que poema maravilhoso. Não conhecia e li, reli e voltei a ler, belo a ponto de fazer estremecer!

Grata por esta partilha!

Beijinho,
Ana Martins

Pensador disse...

Uma linda homenagem a todos os pais.
Parabéns por ela, Deia!
Beijo!