sábado, 25 de junho de 2011







AS DUAS FLORES


São duas flores unidas
São duas rosas nascidas
Talvez do mesmo arrebol,
Vivendo,no mesmo galho,
Da mesma gota de orvalho,
Do mesmo raio de sol.

Unidas, bem como as penas

das duas asas pequenas
De um passarinho do céu...
Como um casal de rolinhas,
Como a tribo de andorinhas
Da tarde no frouxo véu.

Unidas, bem como os prantos,

Que em parelha descem tantos
Das profundezas do olhar...
Como o suspiro e o desgosto,
Como as covinhas do rosto,
Como as estrelas do mar.

Unidas... Ai quem pudera

Numa eterna primavera
Viver, qual vive esta flor.
Juntar as rosas da vida
Na rama verde e florida,
Na verde rama do amor!
 


(Castro Alves)

10 comentários:

Jasanf disse...

E cada flor no mesmo arrebol tornar-se-á abrigo para os nossos corações.

mfc disse...

A ternura imensa de quem sabe olhar... e ver!

Pensador disse...

Belo poema de um dos nossos maiores poetas...
Beijo!

ROSANA VENTURA disse...

Que lindoooooooooooooooo!
bjossssss

Olinda Melo disse...

Olá, querida Déia

Lindo poema!Duas flores, duas almas gémeas a fazer a caminhada da vida.E é verdade, quem dera que fosse sempre assim!

Beijo

Olinda

Arnoldo Pimentel disse...

Muito lindo mesmo esse poema, parabéns pela postagem e pelo bom gosto.Beijos

*♡* Jane dos Anjos *☆* disse...

Lindo e sereno... amor vir aqui e ler estes poemas lindooooos... beijooos

Drisph disse...

ESTOU SEGUINDO-A, E A CONVIDO A PARTICIPAR DA PROMOÇÃO EM MEU BLOG, SEGUINDO O BLOG, CONCORRE AO MEU LIVRO, 0 SEGREDO DE EVA, SORTEIO DIA 10/07. UMA BOA SEMANA PARA TI, E MUITAS REALIZAÇÕES, UM BEIJO NA ALMA.
ADRIANA.

ALUISIO CAVALCANTE JR disse...

Querida amiga

Para mim
Casro Alves
é o maior
de todos os poetas.

Se ainda não tiver lido,
recomendo-lhe
O ABC DE CASTRO ALVES,
de JORGE AMADO,
um dos mais belos livros
que li.

Vida plena em teus dias.

Angel disse...

Quem dera ser flor no teu Céu...

um anjo