domingo, 3 de abril de 2011

Homenagem a Renato



Homenagem a Renato 

“Os bons morrem cedo demais assim parece ser quando me lembro de você que acabou indo embora cedo demais, nunca falei como você falava, mas sempre vi bem opõe você dizia, mas se o mundo é mesmo parecido com opõe vejo, prefiro acreditar no mundo do meu jeito, e você queria voar, mas como chegar as nuvens com os pés no chão? opõe sinto muitas vezes faz sentido e outras vezes não descubro o motivo, que me explica porque é que não consigo ver sentido no que sinto, opõe procuro, opõe desejo e opõe faz parte do meu mundo, viajamos sete léguas entre abismos e florestas, não digo nada, espero o vendaval passar, por enquanto eu não sei opõe você me falou me fez rir e pensar, porque estou tão preocupado por estar tão preocupado assim? Já pensei de tudo, do tudo do tudo e do tudo do nada, e quando vejo o mar existe algo que diz que a vida continua e se entregar é uma bobagem, já que você não está aqui, opõe posso fazer é cuidar mas de mim, quero ser feliz ao menos. Já me acostumei com a tua voz e desde que você partiu sinto falta de mim mesmo, meu coração, é tão tosco e tão pobre, não sabe ainda os caminhos do mundo, e como você dizia:- ter esperança é hipocrisia e a felicidade é uma mentira e a mentira a nossa salvação. Eu continuo aqui com meus amigos, com meu trabalho e me lembro de você em dias assim, um dia de sol um dia de chuva e opõe sinto não sei dizer, mas quando você se foi eu aprendi a perdoar e a pedir perdão, e quando o sol bate na janela do meu quarto e me lembro de todos os "fracos" pois é preciso amar as pessoas como se não houvesse amanhã, a humanidade é desumana mas ainda tenho chance, aliás o sol nasce pra todos só não sabe quem não quer, são as pequenas coisas que valem mais, eu quase morri a menos de 32 horas atrás, hoje eu fico na varanda, um dia imperfeito e a chuva caindo, mas opõe pensar da vida e daqueles que sabemos que amamos? Lembro das tardes em que passamos juntos, não é sempre mais eu sei que você está bem agora só que este ano o verão acabou cedo demais, mas só por hoje eu não quero mas chorar, só por hoje eu espero conseguir aceitar oque passou e oque vir, Só por hoje vou me lembrar em ser feliz, só por hoje eu não vou me destruir, posso até ficar triste se eu quiser, mas só por hoje; isso ao menos eu aprendi, por Deus nunca me vi tão só, E NOSSA ESTÓRIA NÃO ESTARÁ PELO AVESSO ASSIM SEM FINAL FELIZ, TEREMOS COISAS BONITAS PRA CONTAR, EU NÃO QUERO ACREDITAR, VAMOS VIVER, TEMOS MUITO AINDA POR FAZER, NÃO OLHE PRA TRÁS APENAS COMEÇAMOS O MUNDO COMEÇA AGORA, EU NÃO SEI OQUE DIZER E OQUE SENTIR , AONDE ESTÁ VOCÊ ALÉM DE AQUI DENTRO DE MIM, EU SEI QUE FAÇO ISSO PRA ESQUECER EU DEIXO A ONDA ME ACERTAR E O VENTO VAI LEVANDO TUDO EMBORA, MAS TUDO PASSA TUDO PASSARÁ E QUEM SABE UM DIA EU ESCREVO UMA CANÇÃO P/ VOCÊ..."

4 comentários:

Anônimo disse...

Querida Déia, linda homenagem ao nosso eterno Renato. O coração fica apertado, a garganta se fecha ... Sinto um falta muito grande dele por aqui. E se o pra sempre sempre acaba... a esperança que um dia a gente possa se encontrar.
Urbana Legio Omnia Vincit!
Força sempre!!!

Apaixonados disse...

Linda homenagem mesmo!

Renato é Renato e sempre será! Suas palavras, seus versos, suas músicas são eternas!

Abraços

Thai

DÉIA disse...

Oi amigo!!!“Os bons morrem cedo demais assim parece ser quando me lembro de você que acabou indo embora cedo demais...Eu tb sinto muita falta de Renato,as musicas dele são d++++...Bjus amigo volte sempre

DÉIA disse...

É Apaixonados são eternas mesmo Renato é sempre Renato amo muito as músicas dele principalmente aquela TEMPO PERDIDO E MIL PEDAÇOS...Obrigado e volte sempre...Bjus