segunda-feira, 9 de maio de 2011

Vinícius de Moraes me entenderia...




"...e tenho tudo para ser feliz, Mas acontece que sou triste."
(Vinícius de Moraes)

E não haveria soneto no mundo, que explicasse meu pranto, se quisesse de alguma forma fazê-lo. Porque a dor que me cabe, só eu a conheço, e ninguém mais que se arrisque pode entendê-la.
E se amar sozinha a tristeza, e desejá-la como parte de mim for loucura, que me permitam ser, pois me completo.
Porque só me conheço com a velha tristeza dos românticos poetas mortos.


E que me deixem pesar,
e chorar sozinha em silêncio.
E que me deixem sofrer, com as amarguras que não tenho.
Sempre triste, e ninguém vê...
Pois a dor que me acomete, não é deste mundo,
ou deste tempo: Arraigada eternamente à alma dos poetas.

14 comentários:

edumanes disse...

A imagem mostra a tristeza. Quando deveria mostrar alegria. Uma vez que diz ter tudo para ser feliz.
É sem dúvida um lindo poema. Só o entende quem realmente o sente.

Continuação de boa semana
Um beijo
Eduardo.

Anônimo disse...

Olá Déia!
Muito lindo este texto.
Creio que algumas pessoas já nascem triste...
Houve uma época que eu tinha essa certeza em mim. Hoje nada é certo além da certeza de que ser feliz da menos trabalho e é muito mais prazeroso.

È muito bom ser feliz!!!!

Um abraço amigo.

Flor da Vida disse...

Amada, seu poema me vestiu por inteira e com imensa perfeição...
Aplaudo-te com o coração!!!

Deixo carinhos pra ti, viu?
Beijos

ArcadoAutoConhecimento disse...

Olá Déia. O seu blog é muito bonito. Todas as postagens que li são muito boas. Parabéns. Obrigada pela visita ao Arca. Beijos.

jt disse...

nice entry .........

A.S. disse...

Déia... o poeta é um fingidor! Sorri quando sente a dor...


Beijos!
AL

Poetas Insanos disse...

Olá Déia...
Lindo poema...
E creio não existir quem não saiba o significado da tal tristeza.
E é a tristeza que nos auxilia para que saibamos diferenciar os momentos de alegria e felicidade.
Um abraço!

Fernanda disse...

Um insistente traço de melancolia acompanha os passos de todos os poetas.

Aleatoriamente disse...

Clarice uma poetisa preciosa.
Sabia tocar corações.
Déia, amei seu cantinho é lindo.
Foi uma honra te ter lá em casa (Aleatoriamente).
Um beijo linda.

Fernanda

Van disse...

Oi Déia

é um prazer imenso conhecer o casal e saber que o ânimo de vocês é semelhante ao meu. Gosto imensamente dessa relação de troca. que o blog nos proporciona, conhecemos pessoas incríveis que nos enrtiquecem, e gosto mais ainda de escrever,é uma necessidade.

Seriam as dores que fazem a poesia tão linda? Não sei, mas os grandes poetas sempre narraram a dor como companhia.

Lindos seus posts!

Agradeço muitíssimo a visita e seu comentário, seja sempre bem vinda.

Obrigada por expor meu banner aqui, levei o seu comigo.

Mil beijos!

MARILENE disse...

Pode ter a tristeza ao lado, desde que seja no lado poético. Mas não a deixe atravessar o muro. Do outro lado, mantenha a alegria, deixando a dor para os versos.

Bjs.

Leila Brasil disse...

Obrigada pela visita, Deia.
Obrigada por sua leitura.
Lindo o seu blog .

Ro Fers disse...

As vezes passamos por cada momento e fase na vida...
Bjos

Sandrio cândido. disse...

Melancolia, vinicius bem sabia o que era.
Seja bem vinda ao aalmaearosa Déia, tua presença me deixa feliz em poder ter mais uma pessoas com quem compartilhar a solidão da poesia sandriana, um beijo enorme. será um prazer seguir-te.
besos