quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011

Dia cinza de chuva...


Chove em silêncio,Pingos incessantes de poesia,Formando molhadas reticências...Há uma chuva em mim eSeu reflexo cinza, triste,Oculta à alegria colorida dosDias sem medo que eu tinha no coração.Há uma melancolia sem cor,Há uma chuva feito versos,Que corre dentro do coração...·. Não quero entender o que não tem explicação...Quero silêncio depois do vento,Quero um novo arco-íris num céu primaverilQuero uma alma quieta, uma luz que silencie,Quero outra vez ser chuva de verão,Serenidade, solo que absorve,Mar, montanha, flor, lua cheia,Amor e vida, em meu coração....

2 comentários:

Anônimo disse...

È tão intenso tudo isso...
" Gosto dos pingos de chuva, dos relâmpagos e dos trovões...

Um abraço amigo!!!

Andreia soares disse...

Eu tb!MAS AS VEZES HÁ CHUVA NOS TRÁS COISAS TRISTE DEPENDENDO DO MOMENTO QUE ELA VEM.HÁS VEZES ELA VEM NUM MOMENTO DE TRISTEZA, OU AS VEZES AGENTE TÁ UM POUCO DEPRE...BJUS